25 de jun de 2009

Não existes



Não existes.
Sequer chego a acreditar naquilo que vejo,
escuto.
Por tudo, sinto-me perdida
nesta cálida noite que quer se acabar...

Não creio.
Sinto-me sonhando.
É impossivel tua realidade e preciso de
provas concretas,
que afirmem estas verdades...

Dois mundos se misturam
na ordem logica das coisas.
Toda certeza parece flutuar...
Assim tambem estarei,
flutuando,
constantemente interrogando:
- acaso existes???
(Fatima - 1978)

Nenhum comentário:

Postar um comentário