25 de jun de 2009

Vidraça


Atras da vidraça
meus olhos perdem-se no infinito...
Neles brilham os reflexos
de mais um dia que termina...
Um dia a mais...
Entorpecida pelo momento
busco te encontrar entre os raios
vermelhos que lentamente partem...
Sinto te perder em cada instante
que se perde...
E a luz do mundo se acaba...
Choro tua ausencia...
Perdi-me no teu mundo,
não consigo me encontrar.
(Fatima - 1974)

Nenhum comentário:

Postar um comentário