4 de jul de 2009

Distancia


Na distancia que se perdeu,
no sonho realizado
ou na tristeza esquecida,
naquilo que nos faz feliz,
que nos anestesia e nos embala
nesta realidade,
há coisas importantes, mais
verdadeiras que tudo o que nos cerca.
Formam-se devagarinho...
assim como o sol que nasce atras do mar...
assim como o mar que volta, procurando
as ondas quebradas...
Como as ondas que se perdem na areia.
São coisas que nos fazem felizes.
São coisas que nos fazem voltar, viver...
abrir os olhos a um mundo melhor,
maior,
liberal....
São coisas, verdades, que a ti me fazem dizer:
Te amo!
(Fatima - 1973)

Nenhum comentário:

Postar um comentário