31 de dez de 2009

Natal


Faço Natal neste Natal.
Enfeito a arvore improvisada,
ilumino cada pedacinho.
Nela arrumo bolinhas coloridas,
Encosto presentes feitos
Estico a toalha vermelha e cheia de estrelas
Rindo relembro minha outrora arvore vertical.
Asso o peru!
Respiro o ar natalino que paira no ar.
Penso no sonho e na verdade que sou...
Nas conquistas e nas metas não alcançadas ainda.
Penso no tempo.
No tempo que vivi há muito tempo.
No tempo que me faz existir.
No tempo que está para chegar...
Tempo do tempo da saudade, da busca,
Tempo que partiu sem se despedir,
E entre a multidão sumiu...

Tempo que espera pra sempre o tempo passar
E para um novo Natal se aprontar,
com velhos e novos sonhos
Com tempo, pacientemente.
Esperando sempre esperar.
(Fatima - 25.12.2009 - 02hs)

Nenhum comentário:

Postar um comentário