17 de jun de 2010

Investigar

Vou agir,
fazer portaria, determinar ações...
investigar nossos caminhos anteriores,
possiveis provas deste sentimento
que sobrevive a tudo,
que se perpetua
e enche de saudades meus dias.
Vou requerer quebra de sigilo,
buscas e apreensões de elementos
que comprovem esta afinidade misteriosa,
esta cumplicidade permanente que existe.
Vou provar, que te amar me faz ser
e ser o que sou não é crime passivo de pena.
Fátima - 17.06.2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário