23 de jun de 2010

Lembranças


Revirei minha vida, mexi nas lembranças que ficaram por tempo indefinido.
Abracei tuas roupas, vi fotos ao som das musicas dos nossos dias.
Reli nas antigas agendas anotações diárias,
bilhetes escritos nas horas mais incertas.
Busquei na flor seca o momento da entrega.
Instante que permanece.
Eternos momentos.
Na lua te encontrei
e tua voz ouvi no ruido do mar.
Revirei minha vida, novamente.
Esta distancia constante,
traz dor profunda na alma
e me vejo vestida de saudades
e me encontro contigo vendo nossa lua,
ouvindo nosso mar.
(Fátima - 23.06.2012)

Nenhum comentário:

Postar um comentário