23 de fev de 2011

Caminho para o rio


Minha alma percorre o caminho para o rio...
Com a saudade e com saudades.
Nos caminhos que não fiz,
Nas arvores que não plantei e
nas flores que não cultivei
encontro rascunhos dos sonhos
que vivi e imaginei:
Decifrar mistérios,
entender desencontros,
superar ausências e
para sempre,
esperar respostas e
driblar silêncios...
(Fátima - 23.02.2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário