25 de mai de 2011

Companhia

Nos desenhos do ir e vir do mar encontro um rosto...
No murmúrio da onda que quebra ouço uma voz e
deixo se perder um grito te chamando.
Não estou mais só.
Distancia começa a existir...

Saudade começa a incomodar...
Saudade começa a se encostar...
(Fatima - 13.01.2006)

Nenhum comentário:

Postar um comentário