2 de out de 2015

Anotações de Agenda

Esta certeza de ter vivido muitos dos dias que vivi existe por ter sentido neles muitas saudades tuas. (Fátima, 17/08/2015)

Alma de saudade

Nos braços sinto os abraços que não recebi e aqueles que não ofereci.
Na alma só encontro a saudade solitária de muitos dias sem te encontrar.
(Fátima, 22/07/2015)

Anotações de Agenda

Esta saudade que sinto tem cheiro de mar sereno e por do sol em tardes frias...

(Fátima, 17/08/2015)




Em que sacola deixei os sentimentos que vivi contigo?
(Fátima, 18/08/2015)

Malas

Arrumo as malas da alma e fecho a porta dos dias da vida de rotina.
Jogo fora as chaves,  me lanço ao desconhecido.
Pouco levo, melhor, 
nada levo senão velhos retratos de quem amo,
e algumas fotografias de amigos fiéis,
Ainda levo uma sacola de saudades...
Agora, não há destino, nem planos...
Levo o silêncio como companhia.
Todos os silêncios. 
Carrego assim minha alma embutida em um corpo, 
tal qual mala marcada pelas viagens que imaginei.
Nada além...
(Fátima, 09/04/2015)

Espaços



Neste meu mundo ha espaços que precisam ser ocupados.
Há espaços, vazios que machucam  meus dias feitos de areia.
E me pego nesta busca incerta e
interminável... 
Cadê o mundo que desenhei na praia deserta?
(Fátima, 22/07/2015)

Tempo




Esperando por ti
gastei a corda do 
relógio do meu 
tempo.
(Fátima, 18/08/2015)

Desperdício

Gastei meu tempo acreditando que minha saudade te faria voltar...
E foi só o tempo que gastei...
(Fátima, 15/06/2015)