29 de dez de 2013

Hospedeira

Hospedei tua saudade na minha alma  no momento em que partistes.
Alimento-a com esperanças de um retorno
e mato sua sede com as lagrimas que tenho perdido em meus silêncios.
Disfarço esta dor na gargalhada mais perfeita.
Estou assim,
hospedeira de um amor distante.
(Fátima - 22.12.2013)

22 de dez de 2013

Anotações de agenda

"Suporto o silencio da madrugada
porque nele te encontro nos meus pensamentos
e assim te vejo,
te amo,
te sinto.
Busco nesta quietude
compensar tua ausência e distancia,
que se tornam companheiras indesejáveis.
Assim,
te espero de alguma forma,
a qualquer momento,
porque sou o que me fazes e neste momento,
sinto-me apenas saudade.
Sentimento que me invade e emociona.
Te amo... bastante. O que basta para ser feliz".
(Fátima - 21.01.2004)

Anotações de Agenda

" O vento te levou.
O mar te retém.
Sou saudade"
(Fátima - 24.02-2003)

Anotações de agenda


"É preciso respirar e buscar forças para não sucumbir à dor da saudade" (Fátima - 23.02.2003)

Anotações de agenda


"A liberdade me trará de volta o que o vento levou. O vento, às vezes é mal e faz mau".(Fátima - 14.02.2003)

Anotações de agenda


O tempo se torna lento por culpa da saudade. Não discuto o tempo mas o condeno pela minha solidão. (Fátima - 04.02.2003)



21 de dez de 2013

Reencontro.

No anoitecer 
reencontro com a saudade que sinto. 
E questiono meus caminhos.
(Fátima - 21.12.13)