25 de jun de 2009

Descoberta


Descubro perdida e distante
estrela, estranha companheira nesta solidão.
Traço uma tangente e parto em busca do seu silencio.
Nada sou agora,
de tudo o que fomos resta apenas
a fumaça do cigarro amigo
Um canto de pássaro noturno...
Uma unica estrela a brilhar.
(Fatima - 1978)

Nenhum comentário:

Postar um comentário