12 de jul de 2009

Sombras


Um momento na solidão dos "eus".
No encontro das massas liquidas,
passas tranquila,
criando no teu oposto sombra uniforme...
O barulho cadente desperta o mundo,
tambem criando imagens...
Vagarosamente surges, abrindo um clarão,
matando uma luminosidade diferente,
fazendo nascer uma saudade.
Azul - Hibrido
Vermelho - Cuidado...
Amarelo - Atenção
Verde - Liberdade....
Livres: o mundo, os rios e os mares...
Livres para não enxergar sinaleiras...
Não perceber placas,
correr, esbarrar no tempo,
seguir sempre pensando em ti.
Sombras, sombras...
Pensar em ti,
Certo?
Em alguem?
Errado?
E partir, o que pode ser?
Adeus?
Partida ou encontro de verdades?
(Fatima - 1972)

Nenhum comentário:

Postar um comentário