25 de jun de 2009

Desejo



Pensei que facil fosse somente me despedir,
de tudo e de todos
Achei que simples acenos
que indicassem minha partida
fossem coisas banais, sem nexo.
Não percebi que partir,
era a sensação de perda.
A formação de um vazio,
que nasce pouco a pouco, em ter o porque.
E agora,
tao perto do partir
maldigo o momento em que pensei neste adeus...

Apego-me a tudo e a todos.
Olha a minha volta e novamente sinto morrer
alguma coisa coisa em mim.
Cheguei sem finalidade...
parto chorando...
Não acreditei que pudesse ter elos...
Partirei...
nos meus olhos, tristeza.
Partirei,
contudo, somento um desejo:
voltar!!!
(Fatima - 1974)

Nenhum comentário:

Postar um comentário